Antes / Depois

Ceia de Natal: na minha casa ou na sua? Natal em família é uma loucura, mas passar a data longe dos entes queridos não tem a mesma graça Milene Massucato

9 de dezembro de 2013

Ceia de Natal: na minha casa ou na sua?

Feliz Natal para nós, para vocês e para todos.

A ceia de Natal é aquele momento do ano em que a família e os entes queridos se unem em torno de um peru, felizes, agradecidos.
Mas antes disso é preciso lembrar que:

- rolou uma briga, porque uma tia queria fazer o Natal na casa dela e você na sua. Então a família se dividiu.
- o peru estava pela hora da morte, então optou-se por assar uma outra ave mais em conta este ano.
- o cunhado sentado ao seu lado já bebeu mais do que deveria, e as piadas e os trocadilhos com o saco do Papai Noel já perderam a graça há uns cinco Natais.
- a casa está pegando fogo, a tia está suando mais que o assado no forno, os ventiladores não dão conta e só espalham a farofa na mesa. E o tio ainda precisa se enfiar na abafada fantasia de Papai Noel.
- sua cunhada disse que deu o maior trabalho fazer aquela entrada, mas você tem certeza que ela encomendou tudo!
- ninguém se lembrou das rabanadas.
- o gás acabou quando o prato ainda estava assando.
- todo ano a vó faz o mesmo pavê.
- todo ano a tia faz a mesma farofa.
- todo ano você faz o mesmo arroz à grega.
- todo ano alguém quebra uma taça do seu jogo. No próximo Natal, o jogo que você ganhou de casamento terá se extinguido.
- o refrigerante está aberto e fora da geladeira há horas.
- alguém vai derrubar molho de carne na sua toalha branca e engomada, e você vai dizer que está tudo bem.
- as crianças correm e gritam alucinadamente à procura do Papai Noel.
- o amigo secreto sempre começa com alguém que tem cabelo.
- você odiou o presente e não tem etiqueta de troca.
- uma das crianças descobriu que o Papai Noel não existe.
- derrubaram champanhe no tapete da sala.
- a ceia de natal já está fria quando você consegue se sentar para comer.
- alguém sempre lava a louça para você.
- alguém sempre junta o lixo.
- o cunhado bêbado vai voltar amanhã pro almoço, mais azedo do que o arroz à grega que passou a noite fora da geladeira.
- o sorvetone vazou a melecou todo o freezer.
- acabou a champanhe.
- ninguém comeu os biscoitinhos, porque você esqueceu de por na mesa. Fica para o almoço de Natal.

E as crianças se divertem com tudo e guardam cada passagem na memória. Até elas crescerem e perceberem que toda a magia virou uma lista de afazeres. Que a alegria de abrir os presentes guarda a correria e o estresse das compras de fim de ano. Que a família feliz reunida naquela data brigou durante o ano todo e vai brigar para saber onde será no réveillon. Mas que a gente se esforça para manter esse espírito, de bagunça, de cada um do seu jeito. Porque existe algo que mantém todo mundo unido, apesar de tantas desavenças.

E é esse fio que mantém todo mundo junto que deve ser celebrado do Natal: o milagre do nascimento custom essay writing service on this website que transforma um simples casal numa família.

autor_milene.jpg

Milene é CEO em atividades materno-domésticas (do lar, não!), já que achou a maternidade mais legal do que todos os ofícios que já teve: de psicopedagoga a revisora de textos. Acha seu nome bonito, mas também atende por diiirce, pseudônimo que dá nome a seu blog, o www.diiirce.com.br.

Deixe o seu Comentário



Editoriais em Destaque

Livros Infantis para pais e filhos

29 de janeiro de 2013

Livros infantis estimulam a imaginação e são uma excelente atividade para pais e filhos.

Mensalão: entenda de forma fácil esse escândalo

4 de julho de 2013

Um texto feito para você compreender o cenário político do país onde criamos nossos filhos

O que levar na bolsa do bebê

14 de outubro de 2013

Uma lista completa de itens que precisam ser levados nos passeios

Socorro, meu filho não quer fazer inalação!

20 de dezembro de 2013

Essa hora costuma ser traumática? Então, dê uma olhadinha em nossas sugestões

Galeria Mulher e Mãe