Antes / Maternidade Real

Depressão na gravidez Saiba a hora de procurar ajuda se a depressão aparecer durante os 9 meses de espera Carol Baggio

31 de julho de 2013

Depressão na gravidez

Qual a diferença entre uma fase de tristeza e a depressão na gravidez?

Sim, existe depressão na gravidez. Não, não é vergonha passar por isso – e buscar ajuda é a melhor coisa a ser feita. Eu acho lindas as propagandas de grávidas que mostram mulheres em pleno êxtase, daquelas que parecem que vão passar 9 meses vivendo em pura harmonia, paz e equilíbrio. Pra mim, elas são tão falsas perfeitas quanto as de aleitamento materno (em que a mãe está sempre bem produzida numa foto de quarto de tons claros, sentada numa deliciosa cadeira de amamentação, com cabelos arrumados, pele maquiada e sem olheiras).

Sejamos sinceras: acontece que faz parte da vida, e a vida nem sempre é só cor de rosa. Ninguém entra em um estado de stand by de problemas e preocupações quando fica grávida (#quemdera). Lógico que gerar um bebezinho (ou mais de um) é algo divino, sagrado, absolutamente especial. Mas não é “só” por ter um ser no ventre que conseguimos nos livrar de momentos difíceis ou dramáticos, ainda que eles sejam indesejáveis.

Infelizmente, muitas mulheres se sentem mal por não estarem em ‘graça extrema’ durante a gestação – e por isso, acabam mascarando a depressão (bem pior do que enfrentar o problema de frente). A culpa pode gerar vergonha, e com vergonha, a futura mamãe deixa de pedir ajuda… O que só agrava o quadro, porque gestantes com depressão podem não ter vontade de seguir com o (tão importante) pré-natal, se alimentar de forma errada e, ainda mais triste, terem depressão no pós-parto.

Como saber se você tem depressão na gravidez?

 

Bem, olhando um pouco pra si mesmo, é possível, ao menos, desconfiar: nenhuma atividade lhe parece prazerosa? O desânimo é maior que a vontade de sair da cama? Você percebeu que está com o sono alterado, sofrendo de insônia ou dormindo o tempo todo? Está com total falta de apetite ou comendo demais? Sente dificuldade de se concentrar? Tem tido pensamentos sobre suicídio ou morte? Se esses sintomas persistirem por mais de 15 dias, sem nenhuma razão aparente (a perda de um ente querido ou algum acontecimento muito ruim), é caso de abrir seu coração com um especialista. O ideal é conversar com o (a) médico (a) que está fazendo seu pré-natal e ver a melhor forma de encaminhar a situação.

Ser diagnosticada com depressão na gravidez não é o fim do mundo (deixar de tratá-la é que é ruim). Com a ajuda correta, é possível reverter esse quadro e curtir a chegada do bebê numa boa. Entre ações que fazem toda a diferença para quem está depressiva estão a medicação (se necessária, deverá ser indicada por um especialista), conversar com outras mães e dividir seus medos e anseios (grupos virtuais, como o Mulher e Mãe no facebook, servem justamente pra essa troca rica de vivências!), buscar atividades que lhe deem prazer, desapegar de pessoas e situações que lhe fazem mal, e claro e acima de tudo, olhar com os olhos do coração para o serzinho que está para chegar!

carol_interna

Jornalista de Campinas que, apesar de morar desde 2002 em São Paulo, continua puxando o erre. Carol vive de dieta e adora protetor solar com base. Libriana, acha que é uma pessoa um pouco indecisa, talvez. “Amasiada” com o André, mãe da Nina e autora do blog Nina Ensina.

Deixe o seu Comentário



Editoriais em Destaque

Ano novo: o que desejamos para nossos filhos em 2014

16 de dezembro de 2013

Confira a lista de pedidos das nossas mulheres e mães

Mães conectadas

27 de maio de 2013

A maternidade é um momento de descobertas e as vezes, de solidão. Os grupos maternos da internet dão dicas e apoio para as mulheres neste momento tão especial. Venha conhecer alguns grupos bacanas!

Dicas para desfralde

29 de janeiro de 2013

Conheça as dicas das mães que já passaram pela fase do desfralde

Dicas de vídeos para as crianças

4 de março de 2013

As maiores especialistas no assunto (as mães) contam pra nós quais são os vídeos prediletos dos pequeninos e o resultado é uma lista que garante a diversão da meninada.

Galeria Mulher e Mãe