Antes / De mãe para mãe

Dilemas domésticos: o que fazer para a janta? Combinar o que tem na despensa com o que está estragando é um desafio Milene Massucato

4 de novembro de 2013

Dilemas domésticos: o que fazer para a janta?

E se pedirmos uma pizza?

Quem não trabalha em casa, há de achar o serviço doméstico simples, coisa rápida. Mas só quem encara o dia a dia é capaz de entender que lavar roupa não consiste apenas em enfiar as peças na máquina, que limpar os banheiros não é só passar um pano, e que passar um pano quase acaba virando uma faxina geral.

Cuidar de tudo isso quando se tem filhos pequenos, então, é praticamente treinar para provas de triathlon. Enquanto segura o bebê com uma mão, você mexe a panela com a outra, e com os outros seis braços você vai limpando a casa e checando o facebook.

Ao fim do dia, você está exausta, e as pessoas ainda te perguntam o porquê. O fato é que ninguém dá muito valor ao serviço de casa até que ele não seja feito. Se você limpa, lava, cozinha, passa, esfrega, arruma todos os dias, ninguém nota, mas experimenta deixar de fazer uma só coisinha e todo mundo vai te questionar sobre as razões pelas quais você não fez aquilo.

Mas nada, absolutamente nada, leva uma dona de casa à loucura como a indagação diária de o que fazer para comer.

Pensar naquilo que vamos servir no almoço e no jantar é quase dilema shakespeareano, é quase tema pra filme de Almodóvar.

Se fosse só fazer a comida, acho que seria mais tranquilo. Mas preparar refeições exige mais do que habilidades culinárias. É preciso pensar no que há na despensa, no que está estragando na geladeira, se o que sobrou do almoço vai dar e que prato combina esses ingredientes. E ainda você precisa ajustar tudo ao gosto da família, sem repetir muito.

E quando tem bebê na família, ainda tem que pensar na papinha, se já está na hora de dar pedaços, pensar se abobrinha combina com fígado, se já pode dar carne de porco para a criança…

Não é só cozinhar, é alimentar. É mais complexo, é matemático, é químico, é biológico, é afetivo.

É de rachar a cuca!

E agora eu pergunto para você: já sabe o que vai fazer de janta por aí?

autor_milene.jpg

Milene é CEO em atividades materno-domésticas (do lar, não!), já que achou a maternidade mais legal do que todos os ofícios que já teve: de psicopedagoga a revisora de textos. Acha seu nome bonito, mas também atende por diiirce, pseudônimo que dá nome a seu blog, o www.diiirce.com.br.

Deixe o seu Comentário



Editoriais em Destaque

Deixe o sentimento político renascer

21 de junho de 2013

Você quer entender melhor o momento político pelo qual estamos passando? Então, dê uma olhadinha neste post! Ele explica de um jeito fácil e acessível a situação atual de nosso país.

Dentinhos nascendo: saiba como aliviar os sintomas

21 de outubro de 2013

Mães dão dicas preciosas para você passar ilesa por essa fase

Como escolher a escola

23 de janeiro de 2013

Perguntamos para as mulheres e mães quais são os pontos importantes para escolher o colégio das crianças

Estou grávida

30 de janeiro de 2013

Um par de sapatinhos entregue cuidadosamente para o pai é a cena que representa o momento do "estou grávida". Mas, na vida real a coisa é um pouquinho diferente e pra ser sincera é bem mais legal! Conheça a

Galeria Mulher e Mãe