Antes / Depois

Estou pronta para mais um filho? A gente nunca acha que está pronta para o próximo filho Milene Massucato

16 de setembro de 2013

Estou pronta para mais um filho?

É possível dar conta de mais filhos

Você está aí, roendo as unhas, lascando seu esmalte, se perguntando se daria conta de (mais) um filho.

E eu te respondo: sim, você dá!

Não é porque eu já tenho dois filhos, porque curti quatro gestações e porque ainda não fechei a fábrica, que lhe digo isso. É pela experiência da maternidade plural.

Aquele sentimento de dúvida se a gente vai dar conta só paira quando as coisas são suposições. Quando aparecem dois risquinhos, e o bicho pega, a dúvida dá lugar à autoafirmação. E então você passa a gestação toda mentalizando sua capacidade de cuidar de mais de um filho. Até que ele chega, e as coisas aparentam ser mais simples do que você imaginava.

Eu, por exemplo, em meu primeiro dia em casa com dois filhos, não pedi ajuda para ninguém e consegui tomar banho sozinha, enquanto o marido estava no trabalho. Cheguei até a sentir uns músculos se inflando, e minha roupa virando um calçolão azul com estrelas e um colant vermelho, mas era só fruto da minha autoestima.

Entretanto, esse período é do tipo aperitivo: quando começa a ficar bom, acaba.

Passados os meses de namoro com o recém-nascido, de adaptação dos irmãos, de fim da novidade, coincidentemente, para o bebê inicia-se a exploração do mundo; e para a mãe, a queda de cabelos.

Choros e birras em conjunto, acessos de teimosia e egocentrismo na mesma hora, o suco de um que cai em cima da lição do outro, briga de irmãos, roupa e roupa para lavar (e passar!), o cachorro que late, a campainha que toca…

Onde eu estava com a cabeça quando desejei ter mais um filho?

Relaxa. As crianças são o de menos. Com os filhos a gente se desdobra, cede, bate o pé, mas garante que eles estejam em boas condições. É instintivo, é natural, é para garantir a procriação e a existência da espécie. Antigamente as mulheres tinham cinco, sete, onze filhos, e nem tinham microondas ou máquina de lavar roupas! E elas davam conta.

Para se chegar ao sucesso, anote esta palavrinha-chave: prioridade.

Para sobreviver é preciso abrir mão das refeições tranquilas, é necessário abaixar a guarda e pedir ajuda, é essencial respeitar a diferença entre os irmãos, é normal ser mais permissiva em prol da própria sanidade, é fundamental manter o pulso, é natural deixar os irmãos brigarem de vez em quando, é saudável deixar de tentar ser perfeita.

A maternidade plural vai te fazer mudar mais uma vez, por isso é importante tentar resgatar sua vida de antes, ainda que seja em vão, porque sei que o sorriso de seus filhos não vai te deixar voltar.

E, sim, você dá conta disso tudo!

autor_milene.jpg

Milene é CEO em atividades materno-domésticas (do lar, não!), já que achou a maternidade mais legal do que todos os ofícios que já teve: de psicopedagoga a revisora de textos. Acha seu nome bonito, mas também atende por diiirce, pseudônimo que dá nome a seu blog, o www.diiirce.com.br.

Deixe o seu Comentário


  • Lia Flávia Savaris Prokisch

    Que lindoooooo!!!! É assim mesmo e vamos povoar esse mundão de meu Deus <3

  • Luisa Aranha

    Perfeito!!!! Sucesso na nova coluna!!!

  • Fernanda

    Muito bom Mi…
    Eu ainda tenho os meus medos (no plural).

  • Helena Sordili

    Ai como eu adoro essa menina!
    Tão boa com os textos mas MUITO melhor como mãe!
    Sucesso amada!
    bjs


Editoriais em Destaque

Livros Infantis para pais e filhos

29 de janeiro de 2013

Livros infantis estimulam a imaginação e são uma excelente atividade para pais e filhos.

Dicas de vídeos para as crianças

4 de março de 2013

As maiores especialistas no assunto (as mães) contam pra nós quais são os vídeos prediletos dos pequeninos e o resultado é uma lista que garante a diversão da meninada.

Passeio escolar

22 de abril de 2013

Você deixa seu filho participar do passeio escolar com tranquilidade?

Conselhos para quem vai ter um bebê

25 de fevereiro de 2013

A primeira viagem de uma mãe é inesquecível, mas ela é sempre envolvida por amor, dúvidas e um bocadinho de ansiedade. Então, para te ajudar, perguntamos para algumas mamães que já estão na estrada, que conselhos elas dariam. Vamos?

Galeria Mulher e Mãe