De mãe para mãe / Depois

5 mantras para deixar a maternidade mais divertida Rezinha, simpatia, novena... Tem horas que a gente recorre a tudo Helena Dias

9 de outubro de 2013

5 mantras para deixar a maternidade mais divertida

Alguns mantras me fazem respirar fundo nos momentos mais desesperadores

Estes dias estava pensando em como a maternidade muda a nossa vida. Há coisas que a gente só descobre mesmo quando é mãe  e algumas mulheres demoram mais (às vezes nunca) pra se acostumar com as mudanças. Alguns mantras me fazem respirar fundo nos momentos mais desesperadores ou até mesmo quando a paciência acaba. Um deles deve servir pra você também. Veja só:

1 – A única limpeza fundamental é a da alma (a da casa não mais).

Paredes com marcas de mãos, casaco sujo de comida, tapete com vômito, xixi em cima da cama… Pode limpar à vontade que logo logo tem mais. Depois da maternidade, a gente aprende que casa limpa vira um desafio e, melhor, aprende a conviver em ambientes desarrumados. E isso vale pra todas as casas com crianças, viu? Deixa a neura de lado e vai ser feliz sujando junto com eles.

2 – Lavou, tá novo!

Isso vale principalmente para as crianças, que às vezes ficam de um jeito que só banho resolve, né? Não adianta vestir aquela roupa exclusiva que você comprou quando foi à Europa e fazer seu filho ficar estático para não sujá-la. Aliás, sujeira é o sobrenome da infância saudável. Deixa ser feliz…

3 – Pai é pai, mãe é mãe.

Sei que nós, mães, às vezes nos estressamos com eles, pais, e achamos que poderiam fazer mais e que a carga é pesada nas nossas costas. E ela é mesmo. Por mais que os pais ajudem nas tarefas de mãe, provavelmente eles não vão conseguir fazer as mesmas coisas que a gente. E a explicação é simples: mulher é multifuncional; homem não.

4 – Eu sou um ser evoluído.

Você é e todas as mães são. Nossa jornada purifica mais a alma do que qualquer ritual budista. Renunciamos a alguns luxos, como comida quente, 8 horas de sono, banho demorado, roupa limpinha, silêncio, costas eretas… Muita gente não aguentaria isso não…

 5 - Errar é humano, mas errar duas vezes é normal para qualquer mãe.

Toda mãe quer fazer tudo certo para o seu filho, mas a gente tem que entender que isso é tarefa pra heroína.  Cometer erros de vez em quando não significa que você não é boa mãe, nem que ama menos seu filho. Martírio na maternidade não, tá?

Beijos em vocês e nos filhotes.

helena.jpg

Helena Dias é jornalista e mãe de primeira viagem. Junto a maternidade, descobriu a delícia de planejar festas e caçar tendências por aí. Vive na correria e seu passatempo favorito é apertar as bochechas do Benício. Mãe coruja, mantém um instagram @corujicess, onde compartilha as descobertas do filhote.

Deixe o seu Comentário



Editoriais em Destaque

Como guardar as memórias em espaços pequenos

13 de maio de 2013

Você precisa de ajuda para organizar as memórias de seu filho? Então, dá uma olhadinha neste post, ele está cheio de dicas.

O que levar na bolsa do bebê

14 de outubro de 2013

Uma lista completa de itens que precisam ser levados nos passeios

Passeio escolar

22 de abril de 2013

Você deixa seu filho participar do passeio escolar com tranquilidade?

Como escolher a escola

23 de janeiro de 2013

Perguntamos para as mulheres e mães quais são os pontos importantes para escolher o colégio das crianças

Galeria Mulher e Mãe