Depois / Maternidade Real

Que valores você quer passar para os filhos? Os pais também são espelhos importantes na educação Carol Baggio

17 de outubro de 2013

Que valores você quer passar para os filhos?

Saber reconhecer os próprios erros fazem dos pais espelhos importantes para os filhos.

Quais são os valores que você quer passar para seu filho? A pergunta parece tão simples, mas estava me dando conta que nem sempre a gente para pra pensar sobre ela no dia a dia – quando justamente estamos, com palavras e atitudes, dando exemplos para os nossos pequenos.

Em casa a Nina já entende muita coisa e temos o hábito de conversar e explicar sobre tudo. Tem horas que até dá vontade de dizer um “porque sim”, sem muito esclarecimento para algumas perguntas, porque vamos combinar que educar demanda tempo e paciência, mas confesso que não consigo: gosto de explicar, de ouvir a resposta dela, de questionar se ela compreendeu. Esse jogo leva tempo e esforço da nossa parte, mas educar é isso, né? (Um jeito bacana de ilustrar nossos exemplos é através das histórias de livros infantis).

Não é que fiquemos fazendo grandes elucubrações sobre a vida, a ética e o ser humano, mas dentro dos acontecimentos que vivenciamos, vamos dando pequenas pílulas de “certo e errado”, pra que ela vá incorporando alguns limites do pode ou não pode – agora, com 3 anos, já tem muita coisa que ela sabe, e esses limites são fundamentais pra que a gente possa viver em harmonia (isso fica claro quando ela não quer cumpri-los, a casa vira um caos).

E eis que, num momento corriqueiro, percebemos que nosso esforço está fazendo efeito: estávamos eu, marido e Nina no carro, no domingo. Meu marido estava no semáforo ao lado de casa e não tinha ninguém pra passar. Ele subiu a rua e passou, quando ouvimos da cadeirinha do banco de trás: “Papai, papai!!! Você passou no vermelho!!!”. O André corou na hora, e timidamente demos uma risadinha… “Nossa, filha, verdade. O papai estava distraído falando com a mamãe (ó, sobrou pra mim?! Hehehe) e eu não reparei”.  “É, mas vermelho é para parar, não pode passar, você errou”, arrematou a pequena grande menina.

Depois de uma argumentação tão convincente, só nos restou outro aprendizado: assumir o erro e pedir desculpas também é uma forma de ensinar valores. Foi o que o pai fez, e aí veio o recado derradeiro: “Tá bom, papai, mas cuidado!”.

autor_carol.jpg

Jornalista de Campinas que, apesar de morar desde 2002 em São Paulo, continua puxando o erre. Carol Baggio vive de dieta e adora protetor solar com base. Libriana, acha que é uma pessoa um pouco indecisa, talvez. “Amasiada” com o André, mãe da Nina e autora do blog Nina Ensina.

Deixe o seu Comentário


  • Fabiana Deziderio

    Carol. Eu amo a fase entre 3 e 4 anos. As birras continuam, mas de uma forma diferente e eles começam a mostrar aquilo que sabem. É uma troca maravilhosa. Como sempre, adorei o texto! bjs

    • Nina ensina…

      Fabi, Eu tb to super apaixonada por essa idade. Cada fase tem seu charme (e perrengues), mas esta, decididamente, é encantadora! Um beijo, querida!

  • Aline da Costa Cortes

    Meu marido cresceu numa casa onde todos (todos!) sempre falaram muito (muito!!!) palavrão. Minha boca não é a mais limpa do mundo, mas eu tento me controlar o quanto posso. E desde que Luna nasceu, a conversa entre o casal sempre foi de não falar na frente dela. Mas isto é impossível. Conforme ela foi crescendo, a gente foi conversando sobre o assunto com ela. O “legal” é que, quando escapa, a própria cria – que tem duas antenas parabólicas no lugar das orelhas – imediatamente nos corrige. Ela também chama a atenção quando o pai está assistindo UFC – e nós subindo para brincar no quarto – ou até quando vê pessoas brigando na rua ou em filmes.


Editoriais em Destaque

20 formas de usar o lenço umedecido

4 de novembro de 2013

As funções desse produto vão muito além da higiene do bebê. Você vai se surpreender

Como guardar as memórias em espaços pequenos

13 de maio de 2013

Você precisa de ajuda para organizar as memórias de seu filho? Então, dá uma olhadinha neste post, ele está cheio de dicas.

Como escolher a escola

23 de janeiro de 2013

Perguntamos para as mulheres e mães quais são os pontos importantes para escolher o colégio das crianças

Socorro, meu filho não quer fazer inalação!

20 de dezembro de 2013

Essa hora costuma ser traumática? Então, dê uma olhadinha em nossas sugestões

Galeria Mulher e Mãe