PostNovela /

Crítica construtiva, só que não Os comentários necessários e desnecessários de pai e filho Fabiana Deziderio

13 de agosto de 2013

Crítica construtiva, só que não

Crítica construtiva ajuda mesmo?

Atenção para o top de 5 segundos: 5 – Já já começaremos “Crítica construtiva, só que não“,  4 – Você já viu o capítulo anterior que fala sobre as inquietações de pai e mãe?, 3 – Não?, 2 – Então, veja aqui, 1 – Corra com seu balde de pipoca, porque já vai começar!

No Ar: Episódio 67

Certa vez, conversando com uma amiga querida, escutei: “Fabi, filho menino + marido é uma combinação bombástica para a autoestima da mãe”.

Guardei a informação meio descrente, afinal, não entendia o motivo pelo qual isso poderia acontecer (essa fadinha da maternidade cor-de-rosa me pega vez ou outra, viu?). Mas bastou menos de uma semana de antenas bem ligadas para coletar provas e mais provas de que, no fundo, a maternidade é uma grande massa de panqueca que despenca do teto diretamente na sua cara e que o lance da autoestima tinha um fundo (tipo evidente) de verdade.

Como assim? Eu explico: é só dar um abraço quentinho e segurar minha mão :]

Evidências coletadas parte 1:

Eu (de pijama manchado de tinta de cabelo + escova de dentes em punho): – Má, estou meio em crise. Tá difícil ver os primeiros fios de cabelo branco somados às primeiras rugas…

Má (meio que sem paciência): – A gente pode não gostar, mas não tem como “não envelhecer”, né?

Evidências coletadas parte 2:

Joaquim (sentado no trono, olha bem pra mim e diz, rispidamente): – Mamãe, tira esse batom vermelho, tá muito feio. Tira logo mamãe, coloca um claro.

Eu: – Joaquim, a mamãe quer mudar e acha que o batom vermelho é um bom começo. Você não gosta mesmo?

Kakim: – Não, as pessoas vão olhar pra você na rua.

Guarda essa informação que a gente já vai fazer uma soma doida mais pra baixo.

Evidências coletadas parte 3:

Má: – Por que você mudou o cabelo e pintou a boca de vermelho? Você tem quase 40 anos, não pode fazer tudo o que quer.

Engole o choro, Fabi, e responde à altura.

Editor, favor cortar a resposta, porque a quantidade de palavrões proferida fariam Dercy Gonçalves, minha dinda, corar.

Juntando as provas:

1) Os 2 boicotaram as mudanças;

2) Os 2 verbalizaram a não concordância com qualquer tentativa de ajustes visuais da minha pessoa;

3) Os 2 tentaram me resgatar “Peraí, cê não vai mudar a regra do jogo que a gente já conhece”.

E foi então que lembrei de algo genial que meu psicólogo falou quando comecei a terapia: – Fabi, todo casal (e eu levo para o trio) tem um jogo, um papel. Quando um muda, os outros são obrigados a fazer o mesmo e, nessa fase, é bem comum acontecer um boicote.

Conclusão:

Noves fora zero + pipeta + tubo de ensaio e zaz (como diria o Chaves) é bem normal que os membros (e, nesse caso, só tenho amostra masculina) detonem qualquer tentativa de mudança. É incrível como eles criam barreiras, desestimulam e fazem de “um tudo” para ter aquela mãe do mesmo jeitinho todos os dias da vida (minha amiga estava certa!).

O que fiz ao descobrir isso? Insisti. O que aconteceu está abaixo, no famoso erro de gravação:

Erro de gravação:

Má: – Fabi, gostei desse batom.

Eu: – Jura? Pra quem estava me detonando (eu não perco uma única oportunidade de revidar, tá?)

Má: – Mas esse não é tão vermelho…

Viu? Não desanima, nem deixa atacarem sua autoestima. Faça aquilo que acha necessário, que acredita e que te faz bem, porque logo, o novo vira comum e o comum ninguém questiona!

Bora pra trilha!

FIM

Não perca o próximo capítulo da incrível e amada: Fragmentos da Vida Materna, a primeira postnovela materna do Brasil!

fabianadeziderio_interna

A Fabi chegou no finalzinho de 2011 e emprestou para nós sua filosofia de vida e de maternidade: se tudo mais falhar, ria de si mesma! Ela é fundadora da postnovela “Fragmentos da Vida Materna” e é também a gerente da plataforma Mulher & Mãe.

 

 

 

Deixe o seu Comentário


  • Karin – Mamãe & Cia

    Bemmmm legal!

    Me sentia assim mesmo. Meu marido me boicotando por querer fazer faculdade. Por causa disso desisti um semestre. Mas agora voltei com força total. Se ele não quer ter um diploma, eu quero. E é isso que interessa! :)

    Beijos

    Parabéns pelo post!

    Karin

    #amigacomenta

  • Silma Matos

    Aqui somos duas contra um… Meu marido é voto vencido, filhota põe ele no bolso (que o má não leia isso)rs. Mas meu marido não é chegado em grandes mudanças, é muito pitaqueiro.
    Bjs
    #amigacomenta

  • Helena Sordili

    Ah Fabi, aqui rola boicote também da filhA! Ou seja, não tem jeito… hehe
    bjao

    • Fabiana Deziderio

      Virge, da filha também? Abraço quentinho, rs.

  • Débora Araújo

    hahahhaa Tô chorando de rir! Adorei a conclusão do seu terapeuta de quando um muda os outros acbam sendo obrigados a mudar. Mas tem gente que não gosta de mudanças, né? Azar! :)
    Beijo
    @personalbebe
    #amigacomenta

    • Fabiana Deziderio

      Debora, isso vale pra tudo na vida. Todos gostam de uma deliciosa e conhecida zona de conforto, rs. Bjos :)

  • cynthiasara

    Eu nem peço mais opinião, de roupa entao, faço tudo ao contrário do que sugerem, e depois ficam falando porque perguntei, eu respondo pra saber qual era a errada kkk (tenta isso amiga), beijo querida

    Cynthia do Fala, mãe!


Editoriais em Destaque

Mães conectadas

27 de maio de 2013

A maternidade é um momento de descobertas e as vezes, de solidão. Os grupos maternos da internet dão dicas e apoio para as mulheres neste momento tão especial. Venha conhecer alguns grupos bacanas!

Livros Infantis para pais e filhos

29 de janeiro de 2013

Livros infantis estimulam a imaginação e são uma excelente atividade para pais e filhos.

Ano novo: o que desejamos para nossos filhos em 2014

16 de dezembro de 2013

Confira a lista de pedidos das nossas mulheres e mães

Deixe o sentimento político renascer

21 de junho de 2013

Você quer entender melhor o momento político pelo qual estamos passando? Então, dê uma olhadinha neste post! Ele explica de um jeito fácil e acessível a situação atual de nosso país.

Galeria Mulher e Mãe