Amigas do Peito: O que é, história e dicas de Amamentação

O Grupo de Mães Amigas do Peito surgiu em 1980, por iniciativa da atriz Bíbi Vogel, junto com outras mulheres que perceberam a importância de compartilhar dificuldades, expectativas e sucessos vividos com a amamentação. 

As Amigas do Peito é uma ONG, sem fins lucrativos, formada por pessoas que acreditam na importância da amamentação, e que trabalham de forma voluntária para a proteção, promoção e apoio à amamentação.

O grupo mãe não possui nenhum vinculo com instituições governamentais, partidos políticos ou grupos religiosos. 

É constituído juridicamente, possui estatuto, CGC, tem sua marca e logotipo registrados no INPI, e é regido por um Conselho de Curadoras.

História do Amigas do Peito

O grupo de mães Amigas do Peito foi formado em 1980. Na época, praticamente não existiam grupos de apoio à amamentação e essa expressão “amigos/as do peito” significava apenas uma grande amizade. 

Só havia no Brasil poucos profissionais que defendiam a amamentação, e um grupo iniciante no nordeste chamado La Leche League, parte de uma organização internacional com uma estrutura própria. 

Nos anos 1980, estavam presentes nos esforços em aumentar a licença maternidade e defender o alojamento conjunto; na luta pela licença paternidade; nas ações junto com o antigo INAN/MS como integrantes do Comitê de Comunidade; em parceria com a IBFAN nas primeiras comemorações de conquistas de leis de defesa do consumidor mais vulnerável; com a WABA nas campanhas da Semana Mundial de Amamentação e em muitas outras conquistas que favorecem a amamentação.

Dicas e Benefícios da Amamentação

A mother and baby sitting in a comfortable chair, with the baby latched onto the breast and the mother looking content and relaxed

A amamentação é um processo natural e importante para o desenvolvimento saudável do bebê e da mãe. 

Nesta seção, vamos explorar os benefícios da amamentação, tanto para o bebê quanto para a mãe.

Para o Bebê

O leite materno é a melhor fonte de nutrientes para o bebê. Ele contém anticorpos que ajudam a proteger o bebê contra infecções e doenças. 

O leite materno também ajuda a prevenir alergias, cólicas e outras condições de saúde comuns em crianças. 

Além disso, o leite materno é facilmente digerido pelo bebê, melhor que fórmula infantil, o que ajuda a prevenir problemas digestivos.

Para a Mãe

A amamentação também traz muitos benefícios para a mãe. Ela ajuda a fortalecer o vínculo entre mãe e filho, promovendo o amor e a segurança emocional. 

Além disso, a amamentação ajuda a reduzir o risco de câncer de mama e de ovário, diabetes tipo 2 e obesidade. 

Durante a amamentação, o corpo da mãe libera ocitocina, um hormônio que ajuda a contrair o útero, reduzindo o risco de hemorragias e ajudando na recuperação pós-parto.

Em resumo, a amamentação é um processo natural e importante para o desenvolvimento saudável do bebê e para a saúde da mãe. 

Ela traz muitos benefícios para ambos e deve ser encorajada sempre que possível.

Preparação para a Amamentação

Quando se trata de amamentação, a preparação é fundamental para garantir uma experiência confortável e saudável para a mãe e o bebê. 

Recomendado:  11 Acampamento de Férias para Crianças em 2024

Aqui estão algumas dicas importantes para preparar as mamas e entender a produção de leite.

Cuidados com as Mamas

Antes do parto, é importante preparar as mamas para a amamentação. Manter as mamas limpas e secas é fundamental para prevenir infecções e irritações. 

Durante o banho, lave as mamas com água morna e sem sabão. Depois, seque bem as mamas com uma toalha limpa.

Durante a amamentação, é importante verificar se há rachaduras ou feridas nas mamas. Caso ocorram, é importante tratar imediatamente para evitar infecções. 

Além disso, é importante usar sutiãs confortáveis e que não apertem as mamas.

Entendendo a Produção de Leite

A produção de leite é um processo natural que ocorre no corpo da mãe após o parto. Nos primeiros dias após o parto, o corpo produz um líquido amarelado chamado colostro. 

O colostro é rico em nutrientes e anticorpos que ajudam a proteger o bebê contra infecções.

Após alguns dias, o colostro é substituído pelo leite materno. Para garantir uma produção adequada de leite, é importante amamentar o bebê com frequência. 

O processo de amamentação estimula a produção de leite e ajuda a evitar problemas como a mastite.

Durante a amamentação, é importante garantir que a mãe esteja confortável e relaxada. 

O calor pode ajudar a estimular a produção de leite, portanto, é recomendado que a mãe cubra as mamas com uma toalha quente antes de amamentar.

Em resumo, a preparação para a amamentação envolve cuidados com as mamas e uma compreensão clara da produção de leite. 

Com essas dicas, esperamos que você possa ter uma experiência de amamentação confortável e saudável para você e seu bebê.

A mother sits comfortably with a supportive pillow, a glass of water, and a breastfeeding book nearby. A peaceful and nurturing atmosphere is created with soft lighting and a cozy chair

Técnicas de Amamentação

Amamentar é um momento único e especial entre mãe e bebê. 

No entanto, é comum que as mamães sintam dificuldades na hora de amamentar, como problemas de sucção, dor nos mamilos, entre outros. 

Por isso, é importante conhecer algumas técnicas de amamentação para tornar esse momento mais tranquilo e prazeroso.

Posições para Amamentar

Existem várias posições que podem ser adotadas durante a amamentação. 

A escolha da posição ideal pode depender da preferência da mãe e do bebê, bem como da idade e tamanho do bebê.

Uma das posições mais comuns é a posição de “berço”, em que o bebê é colocado de lado, com a barriga e o rosto voltados para a mãe. 

Outra posição é a “cavalinho”, em que o bebê é colocado sentado sobre as pernas da mãe, com a cabeça apoiada em seu braço. 

Há também a posição “deitada de lado”, em que a mãe deita-se de lado e o bebê é colocado ao seu lado, com a cabeça próxima ao seio.

Pega Correta

A pega correta é fundamental para uma amamentação eficiente e sem dor. 

A pega correta consiste em posicionar a boca do bebê corretamente no seio, de forma a abocanhar não apenas o mamilo, mas também a aréola.

Recomendado:  Melhores Garrafas Térmicas Infantis: Guia Completo

Para garantir uma pega correta, é importante que a mãe posicione o bebê de forma a ficar de frente para o seio, com a boca bem aberta e a língua para baixo. 

Quando o bebê abocanhar o seio, a mãe deve sentir uma sensação de sucção, mas não de dor. Caso contrário, é preciso ajustar a posição do bebê.

Lembre-se de que cada bebê é único e pode ter suas próprias preferências em relação à posição e à pega. 

Por isso, é importante experimentar diferentes técnicas de amamentação até encontrar aquela que funciona melhor para você e seu bebê.

Desafios da Amamentação

Amamentar é um processo natural e importante para o desenvolvimento do bebê, mas também pode ser um desafio para muitas mães. 

Problemas Comuns

Alguns problemas comuns que as mães podem enfrentar durante a amamentação incluem mastite, infecções, bicos doloridos, problemas com o silicone, cólicas, sono interrompido, leite empedrado e vômitos. 

É importante lembrar que esses problemas não são incomuns e podem ser superados com a ajuda certa.

Para bicos doloridos, é importante garantir que o bebê esteja posicionado corretamente ao se alimentar e que a boca esteja bem aberta. 

Usar cremes hidratantes para mamilos pode ajudar a aliviar a dor. Se o problema persistir, é importante procurar ajuda profissional.

Quando Procurar Ajuda Profissional

Se você estiver enfrentando problemas mais graves, como mastite ou infecções, é importante procurar ajuda profissional imediatamente. 

Esses problemas podem ser tratados com antibióticos e outras terapias.

Se você está lutando para produzir leite suficiente para o seu bebê, existem muitas coisas que você pode fazer para aumentar a produção de leite. 

A amamentação frequente, a hidratação adequada e uma dieta saudável são todas importantes. Se você ainda estiver tendo problemas, é importante procurar ajuda profissional.

Em resumo, a amamentação pode ser um desafio, mas com o apoio certo, você pode superar qualquer problema que surgir. 

Lembre-se de que não está sozinha e que existem muitos recursos disponíveis para ajudá-la a ter sucesso na amamentação.

Dúvidas Comuns sobre Amamentação

A amamentação pode gerar muitas dúvidas nas mães, principalmente para as de primeira viagem. Por isso, vamos abordar algumas questões frequentes sobre o assunto.

Uso de Mamadeira e Chupeta

O uso de mamadeira e chupeta pode prejudicar a amamentação. Isso porque o bebê pode confundir o bico da mamadeira ou da chupeta com o seio da mãe, o que pode dificultar a pega correta e diminuir a produção de leite. 

Além disso, a sucção na mamadeira ou chupeta pode ser diferente da sucção no seio, o que pode causar problemas de dentição e de fala no futuro.

Caso seja necessário o uso de mamadeira, por exemplo, por motivos médicos, é importante escolher a mamadeira correta. Opte por mamadeiras com bicos de silicone, que são mais parecidos com o seio da mãe. 

Recomendado:  Melhores Leites para Bebês de 0 a 6 Meses: 10 Ótimas Opções

E lembre-se de oferecer a mamadeira somente após a amamentação, para evitar que o bebê perca o interesse no seio.

Amamentação e Volta ao Trabalho

Muitas mães têm dúvidas sobre como conciliar a amamentação com a volta ao trabalho. 

É importante lembrar que a amamentação é protegida por lei, e as empresas devem oferecer um ambiente adequado para a amamentação ou para a extração com bombinha de tirar leite.

Uma opção é utilizar o copinho para oferecer o leite materno ao bebê durante o período em que a mãe estiver no trabalho. 

O copinho é uma alternativa à mamadeira, e pode ser encontrado em lojas especializadas em produtos para bebês. 

Além disso, é importante utilizar absorventes para seio durante o período de trabalho, para evitar vazamentos de leite.

Outra opção é armazenar o leite materno em recipientes próprios para congelamento e deixá-los no freezer da empresa. 

Dessa forma, o bebê pode continuar sendo alimentado com o leite materno mesmo na ausência da mãe.

Lembre-se de que cada mãe e bebê são únicos, e que pode haver outras dúvidas específicas sobre a amamentação. 

Caso tenha alguma dúvida, não hesite em procurar ajuda de um profissional de saúde, como um pediatra ou um enfermeiro especializado em leite materno.

Conclusão

A amamentação é extremamente importante para o bebê, pois o leite materno contém proteínas e outros nutrientes essenciais para o desenvolvimento saudável da criança. 

Além disso, durante a amamentação, ocorre uma conexão e vínculo afetivo entre a mãe e o bebê, o que contribui para o desenvolvimento psicossocial da criança.

É importante lembrar que durante a amamentação, o bebê não pode usar cadeirinha de alimentação, pois é pequeno para isso e deve ser posicionado corretamente para evitar problemas respiratórios e garantir que esteja mamando de forma adequada. 

Também é necessário arrotar o bebê após a amamentação para evitar que ele engula ar e tenha desconforto abdominal.

Por fim, é importante ressaltar que a amamentação é um processo natural e que pode ser aprendido com a prática e com a ajuda de profissionais capacitados. 

Portanto, é fundamental que as mães tenham o apoio e orientação necessários para garantir uma amamentação bem-sucedida e saudável para o bebê.

Veja Também

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?